The Brand Finance Football 50 2014

2014   2013                       Equipa                                                    Valor milhões           Rating

1

1 Bayern Munich 896 860 AAA AAA
2

3 Real Madrid 768 621 AAA+ AAA+
3

2 Manchester United 739 837 AAA AAA+
4

4 FC Barcelona 622 572 AAA+ AAA
5

8 Manchester City 510 332 AAA- AA-
6

6 Arsenal 505 410 AAA- AA+
7

5 Chelsea 502 418 AAA- AA
8

7 Liverpool 469 361 AAA- AA
9

10 Borussia Dortmund 327 260 AAA- AA
10

24 Paris Saint-Germain FC 324 85 AAA- A+
11

11 Schalke 04 313 259 AA+ AA-
12

12 Tottenham 248 219 AA+ AA
13

13 Juventus 247 180 AAA AAA-
14

9 AC Milan 236 263 AAA- AAA-
15

15 Inter Milan 152 151 AA+ AA+
16

14 Ajax 149 162 AA+ AA
17

17 Galatasaray 141 116 AA+ A+
18

16 Hamburg SV 138 144 AA AA
19

37 Atlético de Madrid 126 67 AAA- AA-
20

33 Everton 121 78 AA+ AA-
21

20 SSC Napoli 121 101 AA+ AA-
22

23 Bayer 04 Leverkusen 116 90 AA AA-
23

31 Aston Villa 115 80 AA AA-
24

29 West Ham United FC 112 82 AA- A
25

21 Olympique Lyonnais 110 101 AA AA-
26

28 AS Roma 108 82 AA+ AA
27

30 Newcastle United 102 81 AA AA
28

25 VFB Stuttgart 102 83 AA A+
29

26 Valencia CF 99 83 AA AA-
30

32 Werder Bremen 94 79 AA AA-
31

35 Sunderland AFC 93 72 AA- A+
32

18 Olympique de Marseille 91 111 AA AA-
33

27 VfL Wolfsburg 91 82 AA A
34

22 Fenerbahçe SK 87 96 AA A+
35

19 SC Corinthians Paulista  87 103 A AA
36

LOSC Lille Métropole 84 AA
37

44 Celtic 84 55 AA+ AA-
38

42 SL Benfica 83 56 AA+ A+
39

43 Sevilla FC 77 56 AA AA+
40

Southampton 76 A+
41

41 Stoke City FC 75 59 AA- A+
42

47 West Bromwich Albion FC 74 54 AA-
43

36 Beşiktaş JK 70 71 AA A+
44

50 SS Lazio 62 52 AA AA-
45

40 PSV Eindhoven 59 61 AA+ AA-
46

38 Santos  58 65 A AA
47

48 FC Girondins do Bordeaux 56 53 AA- A+
48

39 São Paulo FC  54 62 A A+
49

45 CR Flamengo  50 55 A A+
50

34 Fulham FC 49 75 AA- A+

Messi: Quando a doença ajuda mais do que prejudica

Os sintomas da Síndrome de Asperger trabalharam a seu favor.

messi

  Messi é autista. Ele foi diagnosticado aos 8 anos de idade, ainda na Argentina, com a Síndrome de Asperger, conhecida como uma forma branda de autismo. Ainda que o diagnóstico do atleta tenha sido pouco divulgado e questionado, como uma maneira de protegê-lo, o fato é que seu comportamento dentro e fora de campo são reveladores.

Ter síndrome de Asperger não é nenhum demérito. São pessoas, em geral do sexo masculino, que apresentam dificuldades de socialização, atos motores repetitivos e interesses muito estranhos. Popularmente, a síndrome é conhecida como uma fábrica de gênios. É o caso de Messi.

É possível identificar, pela experiência, como o autismo revela-se no seu comportamento em campo — nas jogadas, nos dribles, na movimentação, no chute. “Autistas estão sempre procurando adotar um padrão e repeti-lo exaustivamente”, diz Nilton Vitulli, pai de um portador da síndrome de Asperger e membro atuante da ong Autismo e Realidade e da rede social Cidadão Saúde, que reúne pais e familiares de “aspergianos”.

“O Messi sempre faz os mesmos movimentos: quase sempre cai pela direita, dribla da mesma forma e frequentemente faz aquele gol de cavadinha, típico dele”, diz Vitulli, que jogou futebol e quase se profissionalizou. E explica que, graças à memória descomunal que os autistas têm, Messi provavelmente deve conhecer todos os movimentos que podem ocorrer, por exemplo, na hora de finalizar em gol. “É como se ele previsse os movimentos do goleiro. Ele apenas repete um padrão conhecido. Quando ele entra na área, já sabe que vai fazer o gol. E comemora, com aquela sorriso típico de autista, de quem cumpriu sua missão e está  aliviado”.

A qualidade do chute, extraordinária em Messi, e a habilidade de manter a bola grudada no pé, mesmo em alta velocidade, são provavelmente, segundo Vitulli, também padrões de repetição, aliados, claro, à grande habilidade do jogador. Ele compara o comportamento de Messi a um célebre surfista havaiano, Clay Marzo, também diagnosticado com a síndrome de Asperger. “É um surfista extraordinário. E é possível perceber características de autista quando ele está numa onda. Assim, como o Messi, ele é perfeito, como se ele soubesse exatamente o comportamento da onda e apenas repetisse um padrão”. Mas autistas, segundo Vitulli, não são criativos, apenas repetem o que sabem fazer. “Cristiano Ronaldo e Neymar criam muito mais. Mas também erram mais”, diz ele.

Autistas podem ser capazes de feitos impressionantes — e o filme Rain Man, feito em 1988, ilustra isso. Hoje já se sabe, por exemplo, que os físicos Newton e Einstein tinham alguma forma de autismo, assim como Bill Gates.

Também fora de campo, seu comportamento é revelador. Quem já não reparou nas dificuldades de comunicação do jogador, denunciadas em entrevistas coletivas e até em comerciais protagonizados por ele? Ou no seu comportamento arredio em relação a eventos sociais? Para Giselle Zambiazzi, presidente da AMA Brusque, (Associação de Pais, Amigos e Profissionais dos Autistas de Brusque e Região, em Santa Catarina), e mãe de um menino de 10 anos diagnosticado com síndrome de Asperger, foi uma revelação observar certas atitudes de Messi.

“A começar pelas entrevistas: é  visível o quanto aquele ambiente o incomoda. Aquele ar “perdido”, louco pra fugir dali. A coçadinha na cabeça, as mãos, o olhar que nunca olha de fato. Um autista tem dificuldade em lidar com esse bombardeio de informações do mundo externo”, diz Giselle. Segundo ela, é possível perceber o alto grau de concentração de Messi: “ele sabe exatamente o que quer e tem a mesma objetividade que vejo em meu filho”.

Giselle observou algumas jogadas do argentino e também não teve dúvidas:  “o olhar que ‘não olha’ é o mesmo que vejo em todos. Em uma jogada, ele foi levando a bola até estar frente a frente com um adversário. Era o momento de encará-lo. Ele levantou a cabeça, mas, o olhar desviou. Ou seja, não houve comunicação. Ele simplesmente se manteve no seu traçado, no seu objetivo, foi lá e fez o gol. Sem mais”.

Segundo Giselle, Messi tem o reconhecido talento de transformar em algo simples o que para todos é grandioso e não vê muito sentido em fama, dinheiro, mulheres, badalação. “Simplesmente faz o que mais sabe e faz bem. O resto seria uma consequência. Outra aspecto que se assemelha muito a meu filho”.

Outra característica dos autistas, segundo ela, é ficarem extremamente frustrados quando perdem, são muito exigentes. “Tudo tem que sair exatamente como se propuseram a fazer, caso contrário, é crise na certa. E normalmente dominam um assunto específico. Ou seja, se Messi é autista e resolveu jogar futebol, a possibilidade de ser o melhor do mundo seria mesmo muito grande”, diz ela.

A ideia de uma das maiores celebridades do mundo ser um autista não surpreende, mas encanta. Messi nunca será uma celebridade convencional. Segundo Giselle, ele simplesmente será sempre um profissional que executa a sua profissão da melhor forma que consegue — mas arredio às badalações, às entrevistas e aos eventos.  “Ele precisa e quer que sua condição seja respeitada. Nunca vai se acostumar com o assédio. Sempre terá poucos amigos. E dificilmente saberá o que fazer diante de um batalhão de fotógrafos e fãs gritando ao seu redor. De qualquer modo, certamente a sua contribuição para o mundo será inesquecível”, diz ela.

Mangala, Defour e mais do mesmo.. no FC Porto

  No dia 11 de Setembro a Tv Francesa (Cash Investigation na France 2) fez um grande trabalho sobre os negócios “estranhos” do futebol mundial.
E meu amigos, qual não foi o meu espanto quando comecei a ver o FC Porto a ser dado como exemplo e ser mesmo o centro de uma grande parte de reportagem.

Portanto tirei uns apontamentos e fiz mais algumas pesquisas, e vou explicar tudo muito certinho para vocês perceberem.

No verão de 2011, Eliaquim Mangala é comprado ao Standard de Liège por 6,5 milhões de € e com uma clausula de 50 milhões €, no mesmo tempo o FC Porto compra o passe de outro jogador do Standard de Liège : Steven Defour, esse adquirido por 6 milhões de €.

doc1

 

doc2

Até aqui absolutamente nada de estranho.

Na época 2011-2012 o FC Porto é eliminado de forma prematura da Liga Dos Campeões. As acções do clube caiem de forma preocupante e o o FC Porto precisa então de dinheiro fresco.

Decide então vender 33,3% de cada um desses jogadores.

• 33,33% dos direitos económicos do jogador Mangala por 2.647.059€;
• 33,33% dos direitos económicos do jogador Defour por 2.352.941€.

doc3

(Depois desses 2 negócios as acções voltaram a subir)

Estes 33,3% foram vendido a uma empresa nomeada Doyen Group, especializada em urânio e minas. Obviamente nenhum dos jogadores sabe o que faz a empresa a quem em parte pertencem.

(Engraçado, enquanto o jornalista francês “anunciava” isto tudo ao jogador francês, a responsável pela comunicação do FCP obrigou o jogador a calar-se e o jornalista a parar a entrevista porque “isto é negocio e só os responsáveis da SAD é que podem falar” deve ser liberdade de expressão, e os jogadores que são vendidos como animais não merecem saber o que se passa…)

Mas mais abaixo no comunicado pode ser ler algo de muito estranho.

“Adicionalmente, esta sociedade atribuiu 10% da receita líquida de uma eventual
transferência à sociedade Robi Plus, pelo que passa a deter 56,67% dos direitos
económicos de cada um destes jogadores.”

Ou seja o FC Porto DEU repito DEU 10% de cada um dos jogadores a uma sociedade nomeada Robi Plus.

Ou seja o FCP deu algo como 650 000 €, por Mangala, e 600 000€, por Defour, a uma empresa chamada Robi Plus.

A pergunta que todos os leitores/bêbados aqui da tasca querem fazer é “mas quem é a Robi Plus caralho ?? Oh zé mais um fino pra mim pá”

E os jornalistas franceses também respondem a essa pergunta.

A Robi Plus é uma empresa que está baseada no Reino-Unido, em Londres. O que é que eles fazem ? Pois amigos não sabemos…

Uma vez que os jornalistas chegaram ao escritório da Robi Plus (que encontraram em alguns documentos fiscais dessa empresa) qual a surpresa quando lhe disseram que…. a empresa nunca foi baseada ali e que não existe…  Encontraram um numero de telefone, de um certo Maurizio Delmenico colaborador (palavras ditas pelo próprio Maurizio) de Luciano D’Onofrio.

Portanto, D’Onofrio (já vamos falar melhor desse senhor) que foi, entre muitas outras coisas, dirigente do… Standard de Liège até 2011, recebeu cerca de 1,1 milhões de euros de graça por parte do FC Porto no negocio de dois ex-jogadores do… Standard de Liège. Complicado, eu sei. Mas ficam aqui umas perguntas, porque é que a CMVM não fez nada quando saiu este comunicado do FC Porto ? Porque é que jornalistas franceses conseguiram estas informações todas sobre o FC Porto e em Portugal  NADA ?

Agora uma pergunta rápida : Quem é Luciano D’Onofrio ?

Foi, entre muitas outras coisas, o agente de Zidane, Desailly, Dugarry ou Deschamps. O senhor D’onofrio foi condenado N vezes pela justiça francesa. A ultima delas foi em 2008 no Caso das Contas do Olympique de Marselha. Esse senhor foi condenado a dois anos de prisão (com seis meses de prisão efectiva), uma multa de 357 mil euros e uma proibição de “exercer qualquer actividade ligada ao futebol” durante cinco anos (fonte DN).
D’Onofrio, para quem não se lembra ou para quem não era nascido, também foi manager do FC Porto nos anos 80.

Entre outras coisas foi acusado, em 1986, pelo jogador Belga (como D’Onofrio), Serge Cadorin, de tentativa de corrupção. Cadorin disse que o senhor D’Onofrio lhe ofereceu, quando jogava no Portimonense, 500 contos e uma transferencia para o FC Porto ou para o campeonato italiano ou suiço, se o ponta de lança belga provocasse um penalti durante o jogo Portimonense-FC Porto. Para acabar esta historia, um ano depois ter denunciado esta tentativa de corrupção, Serge Cadorin quase faleceu… Houve uma explosão de gás em casa…. Não acabou com a vida, mas acabou com a carreira deste futebolista Belga. Infelizmente o Senhor Cadorin faleceu com 45 anos em 2007.

Portanto este senhor D’Onofrio, que de anjo não tem nada, que foi acusado de corrupção, foi condenado em frança por vários casos fraude.

Em 2011, então director do Standard de Liège, vendeu dois jogadores ao FC Porto… por quem recebeu 1,1 milhões de euros através de uma empresa que não existe. Para além da ilegalidade obvia, este senhor tinha sido condenado a uma proibição de exercer qualquer actividade ligada ao futebol durante 5 anos. Ora… 2008 + 5 dá 2013, este senhor recebeu uma comissão por um jogador em… 2011. Além de que o regulamento da FIFA impede a qualquer pessoa que tenha sido condenada por fraude a exercer o papel de empresário de jogador.

Estranho ? No mundo do futebol e no Futebol Clube do porto nada é estranho meus amigos..

DELOITTE FOOTBALL MONEY LEAGUE 2012

money-football_1721102

Foi divulgado o relatório da Deloitte Football Money League 2012 que demonstra dados sobre as 20 maiores receitas do futebol mundial durante a temporada 2010/11. Sem surpresas nas primeiras 6 posições, que se mantiveram inalteradas pelos últimos 3 anos, sendo o Real Madrid o primeiro da lista com € 479,5 milhões (R$ 1,1 bilhão), uma receita pouco maior do que a do seu arquirrival nacional Barcelona.

Ambos os clubes espanhóis conseguiram duplicar a diferença em arrecadação para o terceiro colocado, Manchester United em duas temporadas. No estudo de 2010 (que abordou a temporada 2008/09), o Barça possuia uma arrecadação cerca de € 38,9 milhões (R$ 88,6 milhões) a mais que os Diabos Vermelhos, atualmente tal diferença está na casa dos € 83,7 milhões (R$ 190 milhões).

Nesta edição alguns clubes fizeram sua estreia na lista das 20 maiores arrecadações do futebol mundial, Borussia Dortmund, Valencia e Napoli tiveram seus nomes divulgados no estudo pela primeira vez, sendo os destaques desta edição juntamente com o Schalke 04 que teve um salto de seis posições.

Durante os últimos três anos, apenas 17 clubes permaneceram entre os 20 primeiros da lista. O estudo de 2010 apontou um valor acumulado para os 20 clubes de um total de € 3,95 bilhões (R$ 9 bilhões). Já em 2011 este valor teve um crescimento de 8,3% e alcançou € 4,2 bilhões (R$ 9,7 bilhões). O estudo mais recente demonstrou uma queda no crescimento entre os 20 primeiros, resultando somente 3% com a soma total das receitas de € 4,4 bilhões (R$ 10 bilhões).

Em um comparativo breve entre os 17 clubes que apareceram na lista durante últimos 3 estudos, é possível notar clubes com crescimento muito acima da média. No Deloitte 2011, os times que mais cresceram durante o período de um ano foram Manchester City (49,5%) e AC Milan (20%) já em 2012 o destaque foi o Schalke (44,8%) juntamente com o Tottenham Hotspur (23,7%) e AS Roma (17%). Se a comparação do crescimento começar na temporada 2008/09 e terminar na 2010/11, o panorama demonstra o Manchester City e o Schalke 04 como os clubes que mais conseguiram aumentar arrecadações, ultrapassando 60%.

O Barcelona aparecerá como o clube que ao longo dos últimos 2 anos mais conseguiu aumentar sua arrecadação, cerca de € 85 milhões (R$ 193 milhões), juntamente com o Real Madrid € 78,5 milhões (R$ 179 milhões).

Em um comparativo acumulado das três últimas temporadas, os clubes com pior desempenho foram Juventus (-24,3%), Hamburguer SV (-12,2%) e Liverpool (-6,3%), Lyon (-4,9%), Arsenal (-4,5%) e Roma (-2%) apresentaram quedas em suas arrecadações. A Juventus deixou de arrecadar € 49,3 milhões (R$ 112 milhões).

O principal destque do último relatório foi o Schalke 04, que saltou seis posições, da 16ª posição para a 10ª com um aumento de 44,8% de sua arrecadação na última temporada, um acréscimo de € 62,5 milhões (R$ 142,7 milhões). Tal aumento deve-se diretamente à premiação da Champions League. uma vez que após um ano sem participar da Champions League, o clube chegou a semi-final contra o Manchester United. Após percorrer quase que até o fim da competição, o clube arrecadou apenas em prêmios da liga € 39,8 milhões (R$ 90 milhões), valor este que sozinho corresponde a 65% do aumento que obteve.

Futebol Facebook Index 11/2012

O “Futebol Facebook Index”,  é o principal barómetro mundial do número de seguidores dos clubes no Facebook funcionando também como uma ferramenta de avaliação do alcance e dimensão das suas marcas a nível global.

Os mais de mil milhões de utilizadores do Facebook, representam hoje quase 42% do número total de utilizadores da Internet no planeta. Os 100 clubes que fazem parte do “Futebol Facebook Index” reúnem a preferência de mais de 239 milhões de utilizadores, ou seja, cerca de 10% da população mundial com acesso à internet (2.405 milhões em Junho de 2012) e cerca de 24% do total de utilizadores do Facebook.

Os 100 clubes presentes no ranking encontram-se repartidos por 30 países, sendo que o Brasil (12 clubes), a Inglaterra (10 clubes) e a Alemanha (10 clubes) são os países mais representados. Dos mais de 239 milhões de fãs abrangidos pelos 100 clubes do ranking, 71 milhões têm origem em clubes Ingleses, 70 milhões em clubes Espanhóis, 20 milhões em clubes Italianos, 19 milhões em clubes Turcos, e 13 milhões em clubes Brasileiros.

Em termos continentais, cerca de 84% dos 239 milhões de fãs presentes no ranking são de clubes Europeus e 13% do continente Americano.

Comparativamente ao ranking elaborado em Abril de 2012, observa-se um crescimento significativo de vários clubes sobretudo dos pertencentes aos campeonatos Sul Americanos, Indonésio e Indiano.

Futebol Facebook Index 11.2012

Pos Clube País Nº Fãs Pos Clube País Nº Fãs
1 Barcelona Espanha 36.619.000 51 Los Millonarios Colômbia 472.000
2 Real Madrid Espanha 32.858.000 52 Trabzonspor Turquia 466.000
3 Manchester United Inglaterra 28.533.000 53 Zenith St. Petersburgo Rússia 453.000
4 Chelsea Inglaterra 13.762.000 54 Zamalek Egipto 451.000
5 AC Milan Itália 12.206.000 55 Fluminense Brasil 445.000
6 Arsenal Inglaterra 11.778.000 56 Werder Bremen Alemanha 430.000
7 Liverpool Inglaterra 10.529.000 57 Spartak Moscovo Rússia 409.000
8 Galatasaray Turquia 7.581.000 58 Hamburger SV Alemanha 385.000
9 Fenerbahce Turquia 6.099.000 59 Málaga Espanha 367.000
10 Bayern Munchen Alemanha 5.279.000 60 Botafogo Brasil 363.000
11 Juventus Itália 4.524.000 61 Tigres UANL México 350.000
12 Boca Juniors Argentina 3.764.000 62 Santos Laguna México 343.000
13 Besiktas Turquia 3.746.000 63 Bursaspor Turquia 343.000
14 Manchester City Inglaterra 3.627.000 64 Newscastle United Inglaterra 333.000
15 Corinthians Brasil 3.038.000 65 Persebaya Indonésia 326.000
16 Flamengo Brasil 2.883.000 66 Panathinaikos Grécia 321.000
17 Persib Bandung Indonésia 2.370.000 67 Atletico Madrid Espanha 313.000
18 Chivas México 2.197.000 68 St. Pauli Alemanha 308.000
19 Olympique Marseille França 2.022.000 69 1.FC Koln Alemanha 307.000
20 Al Ahly Egipto 1.875.000 70 Girondins Bordeaux França 306.000
21 Internazionale Itália 1.810.000 71 West Ham United Inglaterra 287.000
22 River Plate Argentina 1.685.000 72 Rangers FC Escócia 282.000
23 São Paulo Brasil 1.640.000 73 VfB Stuttgart Alemanha 280.000
24 Borussia Dortmund Alemanha 1.622.000 74 Seattle Sounders EUA 280.000
25 Paris Saint-Germain França 1.530.000 75 Everton Inglaterra 280.000
26 Tottenham Hotspurs Inglaterra 1.463.000 76 Chivas USA EUA 274.000
27 AS Roma Itália 1.343.000 77 Valencia Espanha 271.000
28 Universidad de Chile Chile 1.291.000 78 Internacional Brasil 271.000
29 Palmeiras Brasil 1.269.000 79 Celtic Escócia 271.000
30 América México 1.213.000 80 Emelec Equador 267.000
31 SL Benfica Portugal 1.211.000 81 Olympiakos Grécia 264.000
32 Santos Brasil 1.154.000 82 Club Tijuana México 255.000
33 Vasco da Gama Brasil 999.000 83 Perspolis Irão 249.000
34 FC Porto Portugal 983.000 84 Peñarol Uruguai 248.000
35 Aston Villa Inglaterra 795.000 85 Atletico Junior de Barranquilla Colômbia 246.000
36 Alianza Lima Perú 769.000 86 Atlético Mineiro Brasil 243.000
37 Sriwijaya Indonésia 766.000 87 Deportivo Saprissa Costa Rica 242.000
38 Club Universitário Perú 741.000 88 Lech Poznan Polónia 229.000
39 Napoli Itália 714.000 89 Kelantan FA Malásia 227.000
40 Olympique Lyonnais França 709.000 90 LOSC Lille França 223.000
41 Cruzeiro Brasil 668.000 91 Ankaragucu Turquia 222.000
42 Kingfisher East Bengal Índia 649.000 92 Steaua Bucareste Roménia 218.000
43 Grêmio Brasil 619.000 93 New York Red Bulls EUA 211.000
44 Schalke 04 Alemanha 614.000 94 LDU de Quito Equador 210.000
45 Ajax Holanda 578.000 95 Eintracht Frankfurt Alemanha 210.000
46 Atletico Nacional Colômbia 560.000 96 Eskisehirspor Turquia 204.000
47 Sporting CP Portugal 526.000 97 Deportivo Cali Colômbia 204.000
48 LA Galaxy EUA 506.000 98 Levski Sofia Bulgária 203.000
49 Estrela Vermelha Sérvia 492.000 99 Legia Warszawa Polónia 199.000
50 Kaizer Chiefs África do Sul 482.000 100 Borussia Mönchengladbach Alemanha 196.000

Alguns dos maiores salários do futebol

  • Cristiano Ronaldo – Real Madrid- Born: 1985 Portugal – Namorada
  • Cristiano Ronaldo
    • Anual: € 34.552.846,00
    • Mensal: € 2.879.404,00
    • Semanal: € 691.057,00
    • Diário: € 138.211,00
  • Lionel Messi – FC Barcelona -Born: 1987 Argentina
           Lionel Messi
  • Anual: € 31.707.317,00
  • Mensal: € 2.642.276,00
  • Semanal: € 634.146,00
  • Diário: € 126.829,00
  • David Beckham – Los Angeles Galaxy – Born: 1975 Reino Unido -Casado – Filhos: 4
    David Beckham
    • Anual: € 37.398.374,00
    • Mensal: € 3.116.531,00
    • Semanal: € 747.967,00
    • Diário: € 149.593,00

     

  • Kaká – Real Madrid – Born: Brasil 1982 – Casado – Filhos: 1
    Kaká
    • Anual: € 16.910.569,00
    • Mensal: € 1.409.214,00
    • Semanal: € 338.211,00
    • Diário: € 67.642,00
  • Thierry Henry – New York Red Bulls – Born: 1977 França – Casado – Filhos: 1
    Thierry Henry
    • Anual: € 4.552.846,00
    • Mensal: € 379.404,00
    • Semanal: € 91.057,00
    • Diário: € 18.211,00
  • Ronaldinho Gaúcho – Atletico Mineiro – Born: 1980 Brasil – Solteiro – Filhos: 1
    Ronaldinho
    • Anual: € 18.300.000,00
    • Mensal: € 1.525.000,00
    • Semanal: € 366.000,00
    • Diário: € 73.200,00
  • Frank Lampard – Chelsea – Born: 1978 Reino Unido – Namorada – Filhos: 2
    Frank Lampard
    • Anual: € 13.008.130,00
    • Mensal: € 1.084.011,00
    • Semanal: € 260.163,00
    • Diário: € 52.033,00
  • Zlatan Ibrahimović – Paris St-Germain – Born: Suécia 1981 – Casado -Filhos: 2
    Zlatan Ibrahimović
    • Anual: € 20.000.000,00
    • Mensal: € 1.666.666,00
    • Semanal: € 400.000,00
    • Diário: € 80.000,00
  • Wayne Rooney – Manchester United – Born: 1985 Reino Unido – Namorada
    Wayne Rooney
    • Anual: € 19.756.098,00
    • Mensal: € 1.646.341,00
    • Semanal: € 395.122,00
    • Diário: € 79.024,00
  • Vincent Kompany – Manchester City – Born: 1986 Bélgica -Casado – Filhos: 1
    Vincent Kompany
    • Anual: € 8.227.848,00
    • Mensal: € 685.654,00
    • Semanal: € 164.557,00
    • Diário: € 32.911,00
  • Wesley Sneijder – Inter FC – Born: 1984 A Holanda -Casado – Filhos: 1
    Wesley Sneijder
    • Anual: € 12.120.000,00
    • Mensal: € 1.010.000,00
    • Semanal: € 242.400,00
    • Diário: € 48.480,00
  • Fernando Torres – Chelsea -Born: 1984, a Espanha – Casado – Filhos: 1
    Fernando Torres
    • Anual: € 15.934.959,00
    • Mensal: € 1.327.913,00
    • Semanal: € 318.699,00
    • Diário: € 63.740,00
  • Carlos Tévez – Manchester City -Born: 1984 Argentina – Casado – Filhos: 1
    Carlos Tévez
    • Anual: € 15.447.154,00
    • Mensal: € 1.287.263,00
    • Semanal: € 308.943,00
    • Diário: € 61.789,00
  • Dirk Kuijt – Liverpool FC -Born: 1980 A Holanda – Casado – Filhos: 4
    Dirk Kuijt
    • Anual: € 5.100.000,00
    • Mensal: € 425.000,00
    • Semanal: € 102.000,00
    • Diário: € 20.400,00

     

  • Cuauhtémoc Blanco – Dorados de Sinaloa – Born: 1973 México – Solteiro -Filhos: 0
    Cuauhtémoc Blanco
    • Anual: € 439.024,00
    • Mensal: € 36.585,00
    • Semanal: € 8.780,00
    • Diário: € 1.756,00
  • Michael Essien – Chelsea -Born: 1982 Ghana – Casado – Filhos: 1
    Michael Essien
    • Anual: € 5.365.854,00
    • Mensal: € 447.154,00
    • Semanal: € 107.317,00
    • Diário: € 21.463,00
  • Andrés Iniesta – FC Barcelona -Born: 1984 Espanha
    Andrés Iniesta
    • Anual: € 5.000.000,00
    • Mensal: € 416.667,00
    • Semanal: € 100.000,00
    • Diário: € 20.000,00
  • Carles Puyol – FC Barcelona- Born: Espanha 1978 – Namorada
    Carles Puyol
    • Anual: € 11.400.000,00
    • Mensal: € 950.000,00
    • Semanal: € 228.000,00
    • Diário: € 45.600,00
  • Francesco Totti – AS Roma – Born: 1976 Itália – Filhos: 2
    Francesco Totti
    • Anual: € 8.600.000,00
    • Mensal: € 716.667,00
    • Semanal: € 172.000,00
    • Diário: € 34.400,00
  • Robin van Persie – Arsenal – Born: 1983 A Holanda – Casado -Filhos: 2
    Robin van Persie
    • Anual: € 4.390.000,00
    • Mensal: € 365.833,00
    • Semanal: € 87.800,00
    • Diário: € 17.560,00
  • Emmanuel Adebayor – Manchester City – Born: 1984 Togo
    Emmanuel Adebayor
    • Anual: € 14.000.000,00
    • Mensal: € 1.166.667,00
    • Semanal: € 280.000,00
    • Diário: € 56.000,00
  • Arjen Robben – FC Bayern – Born: 1984 A Holanda – Casado -Filhos: 2
    Arjen Robben
    • Anual: € 9.600.000,00
    • Mensal: € 800.000,00
    • Semanal: € 192.000,00
    • Diário: € 38.400,00
  • Nigel de Jong – Manchester City -Born: Holanda 1984 – Casado – Filhos: 2
    Nigel de Jong
    • Anual: € 7.000.000,00
    • Mensal: € 583.333,00
    • Semanal: € 140.000,00
    • Diário: € 28.000,00
  • John Terry – Chelsea – Born: 1980 Reino Unido – Casado – Filhos: 2
    John Terry
    • Anual: € 14.227.642,00
    • Mensal: € 1.185.637,00
    • Semanal: € 284.553,00
    • Diário: € 56.911,00

Conheça o valor das seleções do EURO 2012

  Em 2010 um conhecido site de finanças do futebol criou um método de avaliação das selecções nacionais, tendo por base o valor individual de cada jogador seleccionado. Esse primeiro estudo foi efectuado na avaliação das selecções presentes no Mundial 2010 na África do Sul.

Depois do último certame europeu que decorreu na Polónia e Ucrânia e uma vez conhecidos em definitivo os 368 jogadores das 16 seleções nacionais, apresentamos a avaliação das seleções no Euro 2012.

O valor total dos 368 jogadores que disputaram o torneio alcança os 3 845 milhões de euros, o que corresponde a um valor médio por jogador superior a 10,4 milhões de euros. Na primeira posição do ranking está o conjunto de 23 jogadores da seleção Espanhola, seleção que acabou por levantar o troféu depois de já o ter feito em 2008 e no Mundial de 2012. O valor da seleção Espanhola atinge os 625 milhões de euros, uma média superior a 27 milhões de euros por jogador. Na posição mais baixa do ranking está a Irlanda, com o conjunto dos seus jogadores a valer cerca de 70 milhões de euros, cerca de 3 milhões por jogador.

O Valor das Selecções do Euro 2012

Selecção Grupo MIda MInt Med p/Jogador Avaliação
1 Espanha Grupo C 27,2 43,4 27.170.000 € 625.000.000 €
2 Alemanha Grupo B 25,0 33,8 20.650.000 € 475.000.000 €
3 Inglaterra Grupo D 26,6 26,6 18.000.000 € 415.000.000 €
4 PORTUGAL Grupo B 27,5 27,3 15.210.000 € 350.000.000 €
5 França Grupo D 27,3 21,6 15.000.000 € 345.000.000 €
6 Holanda Grupo B 27,7 42,2 13.900.000 € 320.000.000 €
7 Itália Grupo C 28,3 24,0 13.450.000 € 310.000.000 €
8 Rússia Grupo A 28,9 32,2 7.150.000 € 165.000.000 €
9 Croácia Grupo C 27,5 34,9 6.740.000 € 155.000.000 €
10 Suécia Grupo D 28,8 39,7 5.650.000 € 130.000.000 €
11 Ucrânia Grupo D 27,8 33,6 4.780.000 € 110.000.000 €
12 R. Checa Grupo A 27,8 26,0 4.560.000 € 105.000.000 €
13 Polónia Grupo A 25,7 20,7 4.130.000 € 95.000.000 €
14 Dinamarca Grupo B 27,0 26,5 3.910.000 € 90.000.000 €
15 Grécia Grupo A 27,8 30,9 3.695.000 € 85.000.000 €
16 Irlanda Grupo C 28,8 34,3 3.040.000 € 70.000.000 €

MIda – Média de Idades; MInt – Média de Internacionalizações

Fase de Grupos – Avaliação por Grupo

A dificuldade da primeira fase da prova está representada na soma do valor das 4 selecções presentes em cada grupo. Com um valor total de 1 235 milhões de euros (valor conjunto dos 92 jogadores das 4 selecções presentes no grupo), o Grupo B (Holanda, Dinamarca, Alemanha e Portugal) foi sem dúvida o grupo mais difícil. Em sentido oposto o Grupo A com uma valor conjunto de 450 milhões de euros, pode ser considerado como o grupo com as selecções mais fracas em prova, onde a Rússia é a melhor classificada ocupando a 8ª posição do ranking global.

Grupo A Polónia Grécia Rússia R.Checa 450.000.000 €
Grupo B Holanda Dinamarca Alemanha PORTUGAL 1.235.000.000 €
Grupo C Espanha Itália Irlanda Crácia 1.160.000.000 €
Grupo D França Inglaterra Ucrânia Suécia 1.000.000.000 €

NOTAS
(1) Para realizar este estudo, foram avaliados os direitos económicos dos 368 jogadores presentes no torneio, sendo que para a avaliação individual de cada selecção, foram somados os valores económicos dos 23 jogadores seleccionados para representar a sua nação.
(2) Para apurar valor individual de cada um dos 368 jogadores, foram consultados vários agentes FIFA e agências de Scouting. Foram também pesados na avaliação individual dos jogadores as suas idades, internacionalizações, preço de transferências anteriores e performance desportiva.